Temer e João Doria Juntos tramando algo “HORRÍVEL” para o Brasil!!!

Temer e João Doria Juntos tramando algo “HORRÍVEL” para o Brasil!!!

O presidente Michel Temer (PMDB) foi a São Paulo nesta sexta-feira para assinar, ao lado do prefeito da capital paulista, João Doria Jr.

 (PSDB), o protocolo que regulariza a transferência de 40 hectares do Campo de Marte à prefeitura paulistana.

O espaço, na Zona Norte da cidade, será utilizado para a criação do Parque Campo de Marte, que vai abrigar o Museu da Aeronáutica, com os acervos do Museu da TAM e da Força Aérea Brasileira (FAB). 

O acordo foi possível com a retirada de uma disputa jurídica entre União e prefeitura que durava mais de sessenta anos.

O encontro ocorreu na sede da Prefeitura da capital paulista e ambos tiveram uma conversa bem franca, a respeito, dentre outros assuntos, sobre as próximas eleições presidenciais em 2018.

Anteriormente a um evento em que o mandatário do país distribuiu, de forma pública, “afagos” dirigidos ao prefeito paulistano.

Joao Doria tem sido um grande defensor das reformas trabalhista e previdenciária, implementadas pelo Palácio do Planalto.

O presidente e o prefeito trocaram elogios após a oficialização do entendimento – um ato carregado de simbologia pelo fato de o PSDB, partido de Doria, uma das principais siglas da base aliada, estar dividido quanto à permanência ou desembarque do governo de Temer.

As demonstrações públicas de Michel Temer tem causado ou mesmo, provocado uma reação por parte do governador do estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, que também pleiteia a vaga do PSDB para concorrer ao posto máximo da nação, de presidente da República.

O presidente da República, Michel temer, manifestou, de modo incisivo, o forte “desejo” de que o prefeito de São Paulo João Doria (PSDB-SP), possa até mesmo, fazer parte dos quadros políticos do PMDB, para a disputa presidencial em 2018.

O presidente Temer teria afirmado a João Doria, que “as portas do PMDB estariam abertas para o prefeito”, em alusão à disputa da próxima eleição em 2018.

Entretanto, o prefeito João Doria tem se manifestado publicamente, de forma contrária, em relação à disputa pelo cargo de presidente da República.

Doria tem afirmado enfaticamente que “não iria participar da disputa em relação ao pleito, já que o governador de São Paulo Geraldo Alckmin, que é padrinho político do prefeito de São Paulo, poderá se colocar como o candidato do PSDB”, Além disso o prefeito de São Paulo rejeita a ideia de que possa deixar o quadros do PSDB.

Em sua fala, o peemedebista chamou o prefeito paulistano de “amigo” e “companheiro”.

“Tenho orgulho de me equiparar às atitudes do meu amigo Doria, de tomar atitudes paralisadas há anos”, declarou. 

“O senhor pode colocar na sua biografia que hoje resolveu um problema de sessenta anos. Assim, passo a passo, pelo diálogo, vamos resolvendo as pendências.

Esse será o 108º parque da cidade de São Paulo”, devolveu João Doria, que também elogiou a “índole de conciliação” de Temer.